10º ENOS reúne mais de 100 Observatórios Sociais de todo o país

Com foco na prevenção à corrupção, evento uniu dirigentes, técnicos e voluntários dos OSs locais para discutir estratégias de expansão do Sistema OSB, disseminar as boas práticas e aperfeiçoar a metodologia

27 de agosto de 2019 17:18

Veja outras publicações das mesmas tags: | | | |

No último domingo (25/08), Curitiba – PR foi palco do 10º Encontro Nacional de Observatórios Sociais do Brasil (ENOS), que contou com a presença de mais de 100 observatórios do Sistema OSB. O evento foi realizado no Centro de Eventos do Sistema FIEP, com o tema “Somos 140 de um sistema só” e antecedeu o 3° Congresso Pacto Pelo Brasil. O evento gratuito tem inscrições disponíveis no local do evento e está sendo entre os dias 26 e 28 de agosto com o tema “Práticas honestas na relação Público-Privada”.
A abertura ficou por conta do presidente do Observatório Social do Brasil (OSB), Ney Ribas, que salientou a importância da reunião e encontro presencial dos representantes de cada cidade. “É justamente o que tornou o OSB forte. É o momento da troca de experiências e consolidação da metodologia. O nosso objetivo agora é que, em cada cidade, cada um de nós busque as lideranças de seguimentos para tornar seu município, independentemente do tamanho, um fórum onde a sociedade se sinta representada”, disse.
Para isso, o ENOS contou com diversas exposições para orientar o alinhamento do Sistema OSB, como o “Código de Conduta”, a “Atuação dos OSBs junto aos órgãos observados” e a apresentação do novo manual de identidade visual do sistema.

Morning show e palestra de abertura

Cristina Marcondes do Serviço de Atendimento ao Observador (SAO) promoveu dinâmicas e mediou a programação do dia, que teve como palestrante, em sua abertura, a professora, especialista em marketing, voluntária do OSB , Lúcia Helena Rahme. A também proprietária e Executiva da Vallor Pessoas e Organizações e da Cooperação Marketing e
Desenvolvimento Empresarial, falou sobre a necessidade do apelo emocional na divulgação da imagem e das ações do OSB, com fortalecimento da marca.
Uma das grandes novidades anunciadas foi o credenciamento para integrar um banco de multiplicadores, para replicar a metodologia do OSB em mais cidades interessadas em implantar um OSB, e o programa de especialistas, com um banco compondo câmaras técnicas e câmaras técnicas, como engenharia ou processos licitatórios da Saúde, por exemplo. O objetivo é oferecer o apoio naquela área para Observatórios Sociais que não tenham em seu corpo profissionais ou especialistas necessários para colocar em prática determinados projetos. Cada Câmara Temática será organizada por um OS com ampla experiência no projeto relativo ao tema.

Para a coordenadora de projetos do OSB de São Paulo, Letticia Rey, participar do 10º ENOS é o momento de fortalecer o sistema. “Já conhecemos bastante gente de outras cidades, como Rio de Janeiro, Curitiba e outras cidades com iniciativas muito interessantes. Eu acredito que nós precisamos se integrar cada vez mais, pois é uma rede muito boa e com muitas novidades, como novas formas de padronização do sistema como um todo, a obrigação, a partir de agora, de os presidentes e coordenadores fazerem a formações EAD, o mapeamento de todos os projetos”, destacou Letticia.

Palestra surpresa

O procurador federal da República, Deltan Dallagnol, palestrou sobre o propósito das organizações na prevenção da corrupção e deu exemplos de como esse problema impacta na vida dos brasileiros. “Existe um círculo vicioso entre a corrupção e o sistema político que se autoperpetua. Eu não estou demonizando o sistema político, pois a única forma de a gente vencer esse problema de forma ampla é por meio de reformas legais que só por ali podem passar. Agora, quando a gente olha tudo isso, os efeitos são catastrófico. É o que traz vocês aqui”, afirma.
Segundo Dallagnol, muitos dos efeitos da corrupção acabam sendo vistos no dia a dia dos próprios voluntários que participam do Sistema OSB. “Você vê uma pessoa que sofre um acidente, vai ao hospital e não tem o equipamento para fazer um diagnóstico, pessoas trafegando por estradas não duplicadas em razão de pagamento de propinas, daí essa pessoa sofre um acidente e um caminhão ceifa a vida de toda sua família. A corrupção é incompatível com o desenvolvimento econômico e social. Gráficos mostram que quanto maior a corrupção, pior o desenvolvimento. É por isso que nós estamos aqui. É por isso que nós lutamos. É por vida, por compaixão, é por amor, por propósito”, destacou o procurador.

Boas Práticas

De 31 inscritos, 28 Observatórios Sociais apresentaram seus vídeos para o 2º Concurso Boas Práticas 2019, criado para incentivar e divulgar as práticas de sucesso de cada município. As produções são submetidas a votação popular em uma playlist no canal do Youtube do OSB e os três trabalhos que tiverem recebido o maior número de curtidas serão premiados durante o 3º Congresso Pacto Pelo Brasil.

Os vídeos foram separados em cinco temas: “Monitoramento de Obras”, “Monitoramento de Poder Legislativo, Leis e Compliance”, “Melhoria em editais, acompanhamento de entregas”, Educação Fiscal e Voluntariado” e “Monitoramento de Merenda e Saúde”. Representantes de todos os Observatórios tiraram dúvidas e contaram curiosidades sobre os projetos expostos.

Observatório mais longe de Curitiba

Um dos Observatórios Sociais presentes no 10º ENOS foi o OSB – Benjamin Constant, um município do interior do Amazonas de cerca de 40 mil habitantes. Geograficamente é o mais longe da sede do OSB, com mais de 3,2 mil quilômetros de distância. “Se o voo fosse direto, seriam sete horas de voo. Só que a gente pega o avião em Tabatinga, na fronteira com a Colômbia, até Manaus. De Manaus vem para cá, então demora mais”, explicou o presidente da unidade local, José Cuesta.

O OSB – Benjamin Constant foi fundado em fevereiro de 2019 e é o primeiro do estado do Amazonas. “A gente pretende ser o projeto piloto da região para expandir essa ideia. As cidades no Norte do Brasil não são tão estruturadas formalmente como preveem as nossas legislações. E esses Observatórios em rede são muito importantes. Se nós estivéssemos sozinhos, o OS já nasceria morto, pois o pessoal ia nos intimidar de todo jeito. Só que eles sabem por meio de nossas palestras que é um sistema forte, tem cidades grandes como Curitiba”, destacou Cuesta.

ENOS

O Encontro Nacional de Observatórios Sociais do Brasil ocorre desde 2012 com o objetivo de reunir os dirigentes, técnicos e voluntários dos Observatórios Sociais para disseminar as boas práticas, aperfeiçoar a metodologia e discutir estratégias para expansão do Sistema OSB. Inicialmente eram duas edições por ano e atualmente o evento é anual, realizado junto com o Congresso Pacto Pelo Brasil.

Por David Nascimento/OSB-SP e Anderson Nicoforenko/Comunicação – OSB

Mantenedores

ObservatórioSocial do Brasil - Uberlândia

Filiado à Rede OSB de Observatórios Sociais

Rua Padre Pio, 700 - Osvaldo Resende, Uberlândia-MG
CEP: 38.400-386
Telefone: (34) 3239-1529
E-mail: uberlandia@osbrasil.org.br